Search in:

Sabia que está em curso a 4ª Revolução Industrial ?

Sabia que a 4ª revolução industrial está em curso? Pois é, para os mais atentos não é novidade. E sobre o assunto está a decorrer até 23 de janeiro de 2016, o Fórum Económico Mundial da DAVOS (FEM), e esta temática é uma questão central.

Um relatório divulgado nesta segunda-feira – 18JAN2016 – refere e chama a atenção, segundo a edição do jornal público, para a perda de emprego que irá acontecer, caso não sejam tomadas medidas, nos próximos 5 anos. Calcula-se uma perda de cerca de 5 milhões de empregos em todo o Mundo.

A quarta revolução industrial “irá causar grande perturbação não só sobre o modelo de negócio, mas também no mercado de trabalho durante os próximos cinco anos”.

Alterações no modelo de negócio, pois é, já há muito que outros especialista o alertaram. O modelo de negócio do século XXI são as vendas directas e estas vão continuar a crescer. Apesar de, fruto precisamente desse crescimento exponencial, aparecerem algumas empresas fraudulentas, criadas por pseudo-empreendedores que tentam aproveitar uma tendência para enganar o próximo, não passando por isso de vigaristas, a verdade é que o modelo de negócio entendido como Marketing Multi-Nível (MMN) ou Marketing Relacional, veio para ficar. Estou em crer que os Países irão tender para a criação de legislação adequada para esta industria, que em muitas casos, continua omissa.

O MMN não é perfeito, mas é a melhor forma de fazer face às dificuldades!

WorldMeeting2016

Na 46ª edição do FEM realizam-se cerca de 250 conferências, podendo algumas (cerca de 100) ser acompanhadas em direto no site do evento aqui.

Segundo o Jornal de Negócios os temas centrais são:

  • Como está a quarta revolução industrial a mudar as várias áreas da sociedade, desde a indústria à educação;
  • Como se pode transmitir tecnologia de forma a que esta promova o crescimento inclusivo em vez de o desemprego e a desigualdade;
  • Como podem as grandes descobertas ao nível da ciência e da tecnologia resolver o problema das alterações climáticas; como as tecnologias emergentes vão mudar o contexto da segurança a nível mundial;
  • E, por fim, como podem os Governos criar instituições capazes de tomar decisões num contexto cada vez mais complexo.

 

HABILITE-SE GRÁTIS – OFERTA EXCLUSIVA

 


Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *